FUTEBOL DE CAMPO

FUTSAL

SELEÇÃO BRASILEIRA

Mais Esportes

CONFIRA MAIS


Galeia de Imagens




Seguro Viagem Europa


Brasil vence clássico Bra-Far em noite fria no Bento Freitas

Em amistoso preparatório para a decisão de domingo na Série D, Brasil vence clássico Bra-Far em noite fria no Bento Freitas

Os termômetros marcavam baixas temperaturas em Pelotas, mas o clássico Bra-Far, na noite desta terça (26), no Bento Freitas, foi quente e cheio de gols. A partida, amistosa, é parte da preparação Xavante para a decisão de domingo (31), contra o Guarani de Palhoça, pela Série D do Campeonato Brasileiro. E enquanto ninguém parava buscando espantar o frio, as redes seguiram a onda e balançaram cinco vezes durante a partida. Vitória rubro-negra por 3 a 2. Alex Amado, duas vezes, e Nena, marcaram os gols do Brasil. Fábio Alemão, duas vezes, descontou para o Farroupilha.

Com a bola rolando, o Brasil, logo no primeiro minuto, tratou de abrir o placar. Alex Amado, em chute forte na área, balançou as redes de Samuel. Brasil 1 a 0. Aos 30, novamente Amado protagonizou uma bonita jogada. Ele foi acionado em velocidade, entrou na área, driblou o goleiro tricolor e, sem ângulo, rolou para Márcio Hahn. O meio-campista chutou para fazer o segundo, mas Samuel recuperou-se e, de forma bonita, colocou a bola para escanteio.

Mas aos 41, Ricardo Bierhals, um zagueiro, fez um lançamento digno de um grande camisa 10 do futebol mundial. A bola encontrou Alex Amado. O baixinho artilheiro invadiu a área em velocidade, como de costume, e tocou na saída de Samuel. A bola foi parar no fundo das redes e Amado foi para a Maior e Mais Fiel, que se fez presente no estádio. Brasil 2 a 0.

Se no primeiro tempo o Brasil fez um gol relâmpago, na segunda etapa foi a vez do Farroupilha balançar as redes logo após o apito do árbitro Eduardo Maia. Aos 3 minutos, Fábio Alemão recebeu passe na entrada da área, girou sobre a zaga e tocou no contrapé de Eduardo Martini. Brasil 2 a 1. Mas aos 9, Nena recebeu cruzamento de Gustavinho e, na segunda trave, empurrou para as redes. Festa na Baixada. Brasil 3 a 1.

Aos 17, Amado chutou de fora da área e bola bateu por cima do gol. Já aos 29, um lance que causou revolta na torcida. Nena lançou Éder, o atacante invadiu a área, driblou Samuel e esforçou-se todo para colocar a bola no fundo das redes. Quando o jogador e a torcida comemoravam o gol, o árbitro da partida anulava o tento, alegando impedimento do atleta rubro-negro, que havia recebido o passe quando ainda estava atrás da linha da bola, constatando o erro da arbitragem.

Em outro lance duvidoso, pênalti para o Farroupilha, que Fábio Alemão, aos 34 minutos do segundo tempo, bateu no meio do gol, descontou para o tricolor e deu números finais a partida. Brasil 3 a 2.

O teste agradou o técnico Rogério Zimmermann. A boa movimentação dos atletas Xavantes e o comportamento do adversário, o qual buscou o jogo, impondo uma dificuldade maior ao time da casa, também foi valorizado pelo comandante rubro-negro. Agora as atenções voltam-se para o domingo (31), onde, na cidade de Palhoça, no estádio Renato Silveira, o Brasil enfrentará o Guarani, em partida válida pela Série D do Brasileirão.

FOTO: Carlos Insaurriaga / GEB

Jonathan Silva
Assessoria de Imprensa GE Brasil

A 1ª medalha para o Brasil em Chelyabinsk


A brasileira Érika Miranda (52 kg) conquistou a primeira medalha para o Brasil no Mundial de Judô, em Chelyabinsk, na Rússia, na manhã desta terça-feira. Na disputa pelo bronze, ela venceu a cubana Bermoy Acosta, pelos critérios de desempate, já que nenhuma das judocas encaixou um golpe. O ouro foi para Majlinda Kelmendi, de Kosovo, que superou a romena Andrea Chitu na final.
Antes, porém, Érika perdeu na semifinal para Chitu. A brasileira começou bem a luta, aplicou um wazari e abriu 10 a 0. No entanto, faltando 38 segundos para o fim do confronto, a brasileira foi surpreendida com um ippon e acabou eliminada pela romena.
Érika e Chitu fizeram a reedição da semifinal do Mundial do Rio 2013. Naquela ocasião, a brasileira venceu com um wazari. Agora são quatro duelos entre elas, com duas vitórias para cada lado.

Medina vence Slatter

O surfista Gabriel Medina está próximo de se tornar o primeiro brasileiro campeão mundial de surfe. Isso, porque ele conquistou a etapa do Taiti, no tenebroso mar de Teahupoo, válida pelo World Championship Tour (WCT), e manteve a liderança do ranking, nesta terça-feira. Na grande decisão, Medina venceu, por uma diferença de três décimos, o lendário Kelly Slater, 11 vezes campeão do mundo.
Medina conseguiu uma boa sequência de tubos, obrigando o norte-americano a tirar uma nota de 9.33, em sua última tentativa, para empatar o confronto. Os jurados deram 9.30 para Slatter, fato que garantiu a vitória do brasileiro.
Emocionado, Medina exaltou os competidores, a praia e o triunfo sobre uma ‘lenda do surfe’: “Eu realmente não sei o que dizer, só que foi um dia muito especial, inesquecível para mim. Eu me sinto abençoado por estar aqui surfando com todos esses caras incríveis nestas condições perfeitas em Teahupoo. Este campeonato é muito especial e estou muito feliz pela vitória. O Kelly (Slater) é uma lenda do surfe e é a melhor sensação do mundo poder ganhar dele. As ondas estavam grandes, com tubos perfeitos e ser campeão aqui é um sentimento indescritível. Eu amo surfar e essas ondas são sensacionais”.
O Mundial de surfe é composto por sete etapas, sendo esta a terceira vencida por Medina. A próxima será realizada em San Clemente, na Califórnia, e começa no dia nove de setembro.

Veja como ficou o grupo dos cinco melhores no ranking mundial, após a vitória de Medina no Taiti:
1º: Gabriel Medina (BRA) – 46.150
2º: Kelly Slatter (EUA) – 38.350
3º: Joel Parkinson (AUS) – 36.150
4º: Michel Bourez (FRA) – 34.500
5º: Mick Fanning (AUS) – 34.400

A Educação Física de Canguçu no 12º Encontro sobre o Poder Escolar

Professores apresentando o trabalho realizado
Conferências, painéis, mesas redondas, mesas de discussão de experiências e atividades culturais marcam nesta segunda e terça-feira a realização da 12ª edição do Encontro Sobre o Poder Escolar que se realiza na cidade de Pelotas.

Os Encontros sobre o Poder Escolar se realizam em Pelotas/RS, desde 2001. Organizado e promovido por sete instituições: Universidade Federal de Pelotas, Universidade Católica de Pelotas, Secretaria Municipal de Educação e Desporto de Pelotas, 5ª Coordenadoria Regional de Educação, IF-Sul-rio-grandense, Conselho Municipal de Educação de Pelotas e 24º Núcleo do CPERS-Sindicato é um projeto de formação continuada de profissionais da educação.

Entre 2001 e 2010, realizaram-se anualmente. Agora passarão a ser bianuais, sendo realizados nos anos pares. Os anos ímpares serão ocupados com a discussão, organização, desenvolvimento e aperfeiçoamento das experiências, nas escolas.

Destacamos a participação dos Professores Adriel Ramm e Igor Doring  que apresentaram seu Projeto voltado para alunos do meio rura, “ Praticando Saúde na Escola: Projeto Realizado em Uma Escola da Zona Rural de Canguçu/Rs”  , com o objetivo de introduzir nas aulas de Educação Física um conteúdo maior sobre Saúde, sempre  a partir de levantamentos realizados junto aos alunos, O projeto é realizado na EMEF Dr. Jaíme de Faria, na localidade de Canguçu Velho, zona rural de Canguçu que possui 120 alunos, sendo sua maioria de origem Pomerana,  o foco dos professores é os alunos da 5ª a 8ª série (6º ao 9º ano) .
Os conteúdos são abordados através de aulas práticas, aulas expositivas, jogos e brincadeiras, debates, vídeos, trabalhos de pesquisa, confecção de materiais (cartazes, folders, etc.), seminários.

Opinião


São trabalhos como estes que fazem da educação física escolar a principal aliada para o desenvolvimento do esporte, o conhecimento aliado as atividades físicas regulares certamente devem proporcionar grandes mudanças na região do Canguçu Velho, além de uma melhor qualidade de vida temos futuros atletas melhor preparados, vale lembrar que todo o investimento feito em ações preventivas nesta área faz surgir reflexos nos custos da saúde de nossa população.

G.E Índio no Túnel do Tempo


Em mais um trabalho de resgate da história esportiva e especialmente neste caso da futebolística da Zona Sul recuperamos a imagem da equipe do Índio da cidade de Morro Redondo de 1969, em pé da esquerda para a direita: Tê, Nadir, João Luiz, (Bastioa), Vilmar, Agachados: Negrão, Beto, Malinho, Edeviges, Valdir e Delamar.

Talvez possam  existir alguns erros nos nomes, fique a vontade para comentar ou enviar e-mail com mais informações ou outras imagens. ricardomourars@gmail.com 

Campeonato Regional ARFA - Informações




CLASSIFICAÇÃO CAMPEONATO ARFA 2014

CHAVE A    
      
Classificação  Equipe  P J V E D GP GC S
1º  Internacional  10 4 3 1 0 6 1 5
2º  Ferroviário  8 4 2 2 0 4 1 3
3º  Piratini  4 4 1 1 1 2 3 -1
4º  Cobra   3 4 0 3 1 2 3 -1
5º  Brasil  1 4 0 1 3 1 6 -5        
           
           
CHAVE B   
       
Classificação  Equipe  P J V E D GP GC S
1º  Verona  5 3 1 2 0 7 4 3
2º  Três de Outubro  4 2 1 1 0 5 3 2
3º  Oito de Outubro  0 3 0 0 2 5 10 -5  

 ARTILHEIROS

Atleta Equipe Gols
Alisson Dias Ferreira 8 de Outubro 03
Claudio Emir Bergmann Verona 02
Dagner Medeiros Lucio Internacional 02
Everton Mesqui da Rosa Verona 02
Thaian Couto da Rosa Ferroviário 02
Alex Leonardo Couto da Rosa Ferroviário 01
Ander Paulo  Souza Vilela Cobra 01
Anderson Cardoso Sanshes Internacional 01
Everton Antonio Biasus Verona 01
Glikson Vieira Cardoso Internacional 01
Henri Gomes Medeiros Internacional 01
Juliano Xavier Leitzke 8 de Outubro 01
Maicon André Timm Ferraz 3 de Outubro 01
Marcelo Lorenzon Carnioto 3 de Outubro 01

Marcelo Zaballa Dultra Brasil 01
Nataniel Duarte de Oliveira Cobra 01
Odair José Ludtke Gonçalves Piratini 01
Omar Bueno da Costa Ferroviário 01
Osmarino Alves Gonçalves Filho Piratini 01
Rafael Garcia Martins Verona 01
Rangel Vergara Lourençon 3 de Outubro 01
Tiago dos Santos Machado 8 de Outubro 01
Tiago Simões Vieira 3 de Outubro 01  

 TABELA DE JOGOS

CHAVE A   
                                    
1ª RODADA (27/07/2014)
Internacional 3 X  0 Brasil (15h15 -  Arroio Grande/Silvio Carlos Ferreira)
Ferróviario   0 X 0  Cobra (15h15 – Cerrito/Major Braga)     

2ª RODADA (03/08/2014)
Piratini 0  X 1  Ferroviário (15h45 -  Pedro Osório/Mimosa Rodrigues)
Brasil  1  X 1 Cobra (13h30 – Pedro Osório/Mimosa Rodrigues)    

3ª RODADA (10/08/2014)
Ferroviário  1 X 1  Internacional  (13h30-  Cerrito/Major Braga)
Cobra  1   X  1  Piratini (15h45 – Cerrito/Major Braga)

4ª RODADA (17/08/2014)
Piratini  1  X  0  Brasil  (15h15- Pedro Osório/Mimosa Rodrigues )
Cobra    0  X  1  Internacional(15h15 – Cerrito/Major Braga)

5ª RODADA (24/08/2014)
Brasil  0  X  2  Ferroviário(15h15 -  Cerrito/Major Braga)
Internacional  1   X  0  Piratini (15h15 – Arroio Grande/Silvio Carlos Ferreira)

CHAVE B    
   
1ª RODADA (03/08/2014)
8 de Outubro  2  X  4   3 de Outubro(15h15 -  Capão do Leão)

2ª RODADA (10/08/2014)
Verona   4   X  1   8 de Outubro(15h15 – Canguçu/Arena da Baixada) 

3ª RODADA (17/08/2014)
3 de Outubro   1   X  1  Verona(15h15 – Canguçu)

4ª RODADA (24/08/2014)
8 de Outubro  2   X  2  Verona(15h15 -  Capão do Leão)

5ª RODADA (31/08/2014)
Verona      X    3 de Outubro(15h15 – Canguçu/Arena da Baixada)             
   
6ª RODADA (07/09/2014)
3 de Outubro      X    8 de Outubro(15h15 – Canguçu)                 

1ª SEMI FINAL (14/09/2014)

2º CHAVE A        X        1º CHAVE B
2º CHAVE B        X        1º CHAVE A

2ª SEMI FINAL (21/09/2014)

1º CHAVE A        X        2º CHAVE B
1º CHAVE B        X        2º CHAVE A

1ª DECISÃO (28/09/2014)

No Estádio da Equipe que tiver a segunda melhor campanha em todo o Campeonato.

2ª DECISÃO (12/10/2014)

No Estádio da Equipe que tiver a melhor campanha em todo o Campeonato. 
Select Menu